Nutrição Geral - Nutrição Clínica


Controle o seu colesterol

O colesterol é uma substância de que o nosso corpo precisa para funcionar correctamente e sem ele não poderíamos viver. No entanto, o excesso de colesterol no sangue deve ser evitado uma vez que é um dos principais factores de risco para a doença cardiovascular.

O colesterol é uma substância que o organismo utiliza para diversas funções que são indispensáveis à vida. Destacam-se a produção de determinadas hormonas e vitaminas, a formação de sais biliares (bílis) e a constituição das membranas das células.

A maior parte do colesterol existente no organismo é produzido pelo fígado, e outra parte é proveniente dos alimentos que ingerimos. Quando a alimentação é pobre em colesterol, o fígado encarrega-se de o produzir, dada a falta que faz ao organismo.

No entanto, os níveis elevados de colesterol no sangue são muito mais frequentes do que a sua deficiência, e constituem um potencial perigo para a saúde. O colesterol elevado no sangue é um dos três principais factores de risco controláveis, para a doença cardiovascular. O excesso de tabaco e a pressão arterial elevada são os outros factores de risco para o processo de desenvolvimento dos depósitos de gorduras no interior das artérias (aterosclerose).

Os vários tipos de colesterol…

Depois de ingerido através dos alimentos, o colesterol é absorvido e transportado para o fígado. Como o colesterol é uma gordura, sozinho não se consegue dissolver no sangue, e para que possa ser transportado na corrente sanguínea, precisa ligar-se a outras substâncias, as lipoproteínas.

Existem diferentes lipoproteínas, mas as principais são as LDL e as HDL.

As LDL transportam o colesterol desde o fígado até aos diferentes tecidos e órgãos que o vão utilizar. Este colesterol LDL é responsável pelos depósitos de colesterol nas paredes das artérias. Diz-se por isso que é o “mau” colesterol.
Por outro lado, as HDL transportam o excesso de colesterol dos tecidos novamente para o fígado, para ser metabolizado ou eliminado. O colesterol das HDL funciona como um sistema de remoção e limpeza do excesso de colesterol do organismo. É o chamado “bom” colesterol.

Quanto mais elevado for o colesterol total e a fracção LDL pior, e quanto mais elevado for a fracção HDL melhor.

Valores desejáveis de colesterol

CLASSIFICAÇÃO

COLESTEROL TOTAL

(mg/dl)

COLESTEROL LDL

(mg/dl)

Desejável

Menos de 190

Menos de 130

Ligeiramente elevado

Entre 190 e 220

Entre 130 e 160

Elevado

Mais de 220

Mais de 160

CLASSIFICAÇÃO

COLESTEROL HDL(mg/dl)

Desejável (protector da doença cardiovascular)

Mais de 60

Normal

Entre 40 a 60

Baixo (risco de doença cardiovascular)

Menos de 35

O que provoca a elevação do colesterol no sangue?

São vários os factores que contribuem para o colesterol elevado no sangue. Em muitas pessoas a causa é hereditária, e tem a ver com a produção excessiva de colesterol pelo fígado, ou pela dificuldade na sua utilização.

A alimentação tem um papel muito importante na elevação/diminuição dos níveis de colesterol no sangue. Não há dúvidas de que uma alimentação rica em gorduras saturadas e trans e colesterol alimentar, provoca um aumento do colesterol total e colesterol LDL, bem como uma diminuição do colesterol HDL. Por outro lado, o consumo de gorduras insaturadas provoca uma diminuição do colesterol total.

A gema de ovo, por apresentar um elevado teor de colesterol, tem sido proibida a quem tem colesterol alto mas, hoje sabe-se que, um consumo moderado de ovos inteiros (2 a 3 por semana) não faz aumentar significativamente o colesterol do sangue. Vários estudos científicos têm mostrado que, o consumo excessivo de gorduras saturadas é o principal responsável pela produção de colesterol pelo fígado.

O American Heart Association recomenda que o consumo total de gorduras não seja superior a 30% do total das calorias, e que a ingestão diária de gorduras saturadas não seja superior a 10% das gorduras totais; recomenda ainda que o consumo de colesterol não ultrapasse 300 mg por dia.

A par com a diminuição das gorduras da alimentação, é aconselhável um aumento do consumo de fruta, legumes, cereais e leguminosas, que para além de serem pobres em gorduras possuem elevada quantidade de fibras, que ajudam na redução do colesterol.

Acrescenta-se que, a prática regular de exercício físico aumenta o colesterol HDL (o bom colesterol), além de ajudar a emagrecer.

ALIMENTOS RICOS EM

COLESTEROL

Gema de ovo, queijo gordo, manteiga, banha de porco, nata, vísceras e miudezas, miolos, camarão, caranguejo, caviar.

ALIMENTOS RICOS EM

GORDURAS. SATURADAS

Manteiga, queijo e leite gordos, óleo de coco e de palma, carne gorda e derivados.

Atenção: Produtos como croissants, folhados, bolos de pastelaria, donuts, chocolates, biscoitos e tostas com muita gordura, devem ser evitados, por serem ricos em gorduras trans (hidrogenadas).

 

 

Abrir para Impressão... Enviar a um amigo... Topo Voltar