Nutrição Geral - Alimentação Equilibrada


Cuidado com os excessos do Natal

Os excessos de comida e bebida típicos das festas de Natal e fim de ano, estão a chegar. Confira algumas sugestões para minimizar os efeitos da tradição da mesa farta.

As festas de Natal e de Ano Novo correspondem a momentos inesquecíveis, junto à família e amigos, desfrutados geralmente em longas e agradáveis horas em torno de uma mesa.

Poderemos preparar uma ceia deliciosa com pratos tradicionais que todos irão apreciar, elaborando um cardápio saboroso e adequado ao horário desta refeição. No entanto, por mais que se recomende moderação, o facto é que a maioria das pessoas não abre mão da tradição da mesa farta.

Já que, muito provavelmente, os exageros irão acontecer, pelo menos tente reduzir os seus efeitos, com medidas antes, durante e depois das ceias. Desta forma, o dia seguinte poderá ser menos desconfortável, e é possível começar o ano sem sobressaltos na saúde.

É quase impossível quebrar os rituais e os hábitos das pessoas nesta época do ano, para além de ser importante ter momentos como esse, mas que se faça um “excesso equilibrado”!

Pequenos cuidados….

Por exemplo, se a ideia é comer muito durante as ceias, pelo menos a refeição pode ser dividida em pequenas porções. Comendo devagar, com intervalos, e experimentando um pouco de cada prato, o organismo digere melhor a comida, aliviando a sensação de peso no estômago. Ao mesmo tempo, os mais “comilões”, sem se empanturrarem, ficam satisfeitos porque não deixam de provar nenhuma das iguarias disponíveis na festa. Os horários em que as refeições são servidas, geralmente em torno da meia-noite, não são ideais, porque dormir com o estômago cheio atrapalha a digestão e o sono. Se for possível, antecipe o horário da refeição e continue a festa apenas com o convívio.

Quem se deita com a barriga muito cheia corre o risco de provocar o chamado refluxo gástrico, ou seja, um pouco de alimento misturado com o suco gástrico (responsável pela digestão no estômago) volta para o esófago e causa alguns sintomas, entre os quais o mais conhecido é a azia, caracterizada por uma espécie de ardor na parte alta do estômago.

Quanto mais gordura e proteína forem ingeridas, mais lentamente o estômago se esvazia e, assim, mais demorado é o processo de alívio da sensação de barriga muito cheia. Evite muitos acompanhamentos gordurosos.

Uma caminhada antes de dormir ajuda um pouco, mas, definitivamente, o horário não é o mais adequado para uma refeição pesada.

Lembre-se que a ingestão de hortaliça e fruta colabora para a saciedade e melhora o funcionamento intestinal, portanto use a sua criatividade na decoração dos pratos e deixe a sua mesa bem colorida. Prepare uma requintada salada verde a seu gosto e apresente uma cesta decorada com frutas frescas da época.

O exagero de bebidas alcoólicas é sempre mau e, se a ele se juntarem excessos de fritos e alimentos gordos, o resultado será pior ainda. Se não conseguir evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, tenha pelo menos o cuidado de minimizar os seus efeitos, bebendo muita água ao longo da noite, e não misturando bebidas de diferentes tipos. Se começar a noite com um tipo de bebida tente terminá-la assim. É aceitável uma taça de champanhe, para comemorar o ano, no meio de uma sequência de copos de whisky, por exemplo. Mas lembre-se de não abusar.

As bebidas destiladas, como o whisky e vodka, são mais calóricas do que as bebidas fermentadas, como a cerveja e o vinho. As bebidas fermentadas também são melhor toleradas pelo organismo, podendo ser consumidas em maior quantidade e causar menos problemas.

No meio de todas estas festividades, o importante é ter bom senso. Lembre-se que estas festas não são a única (nem última!) vez que terá boa comida à mesa.

 

 

Abrir para Impressão... Enviar a um amigo... Topo Voltar