Nutrição Geral

Saiba mais sobre o feijão de soja

O feijão de soja, e os seus derivados, é uma excelente fonte de proteínas e, por isso, constitui um alimento de importância vital para os que não comem carne. É também muito rico em fitoquímicos (isoflavonas), importantes na prevenção de certos cancros.

A soja é uma leguminosa cultivada originalmente na China há mais de 3000 anos, e considerada desde sempre pelos chineses como um feijão milagroso e o bife do campo. Chegou à Europa no século 18 e posteriormente foi introduzida na América do Norte. Actualmente, os Estados Unidos são o maior produtor mundial de feijões de soja.

Os feijões de soja são submetidos a uma grande variedade de processos, dando origem a diversos produtos alimentares como o leite de soja, o tofu, o tempeh, o miso, o molho de soja, a proteína de soja texturizada, entre outros.

Os feijões de soja devem a sua importância e fama, às características nutricionais que apresentam.

Comparado com outras leguminosas, o feijão de soja tem o teor mais elevado de proteínas. De facto, cerca de 38% do peso da soja é constituído por proteínas, sendo o restante proveniente dos hidratos de carbono e das gorduras. A proteína da soja tem uma qualidade nutricional idêntica à da carne/peixe e do leite, ou seja, são proteínas completas em todos os aminoácidos essenciais.

Os hidratos de carbono presentes nos feijões de soja são hidratos de carbono complexos, os amidos, constituídos por longa cadeias de moléculas de glucose. São estes os que melhor se adaptam à alimentação, uma vez que libertam a energia de que o corpo necessita, de forma gradual e constante.

A soja é um produto com baixo teor de gordura, nomeadamente saturada. Possui na maioria ácidos gordos essenciais, o ácido linoleico e ácidos gordos ómega-6 (gorduras insaturadas). A soja não tem colesterol uma vez que é um produto de origem vegetal (o colesterol é exclusivo do reino animal).

Os feijões de soja e outros seus derivados, são uma excelente fonte de fibras alimentares.

Os feijões de soja e os seus derivados são ricos em vitaminas e minerais, de onde se destacam o cálcio, cobre, magnésio e vitaminas do complexo B, como o ácido fólico.

A soja contém uma grande variedade de fitoquímicos (compostos químicos sintetizados naturalmente nas plantas). Estes nutrientes têm comprovados efeitos protectores na saúde humana.

A soja é, de facto, o único alimento onde se encontram quantidades significativas de um tipo de fitoquímico conhecido como isoflavona (fitoestrogénio). As principais isoflavonas presentes na soja são a genisteína, a diadzeína e a gliciteína.

 

 

Abrir para Impressão... Enviar a um amigo... Topo Voltar